• Futebol em Rede

Abaixo do padrão e com título encaminhado


O Flamengo está muito próximo de garantir o título carioca da temporada. Venceu o Fluminense no primeiro jogo da decisão, 2 a 1 no Maracanã, e fica com a vantagem do empate no jogo final. Jorge Jesus ( Foto – Divulgação ) não pode ficar empolgado com o que viu. O Fluminense deu uma amassada no Flamengo no segundo tempo e a vitória saiu num erro do adversário. A diferença de elenco entre os times é enorme. Vencer nessa situação é esperado. Não justificar a vitória deixa um gosto amargo.


No primeiro tempo o Flamengo, mesmo com lentidão e erros de passe, foi melhor. O gol de Pedro, com troca de passes na frente da marcação foi uma ilustração do poderio do time rubro-negro. Porém, o time sumiu no segundo tempo. O Fluminense tomou conta, empatou e poderia ter virado o placar. Jorge Jesus que acusou o adversário de jogar para perder de pouco, viu seu time usar a estratégia tão criticada. O Flamengo foi lento, arrastado e jogou por uma bola. Deu certo com um contra-ataque com Gabigol vencendo a marcação e dando de bandeja o gol para Michael. Foi a única jogada rubro-negra.


Com o elenco que o Flamengo possui, tinha obrigação de jogar mais. O Fluminense teve méritos. Explorou o lado esquerdo onde Rafinha não marcava bem. Ficou tão empolgado que cometeu o erro fatal na marcação e perdeu o jogo. No final uma lambança rubro-negra. Jorge Jesus, para ganhar tempo, iria trocar Rodrigo Caio por Léo Pereira. Rodrigo Caio quis ficar. Gabigol escolhido para sair e ganhar tempo, foi expulso. Já tinha amarelo. A expulsão foi fruto de uma asneira rubro-negra. Não adianta criticar o árbitro. A enrolação para ganhar tempo nos minutos finais sacrificou Gabigol no jogo final do campeonato. Um recurso pequeno demais para um elenco estrelar como tem o Flamengo.