• Futebol em Rede

A frustração sugere mudanças no São Paulo

A temporada deu alguns momentos de alegria ao torcedor do São Paulo. A ânsia de voltar a ver um time vencedor acabou em frustração. Apesar do esforço, o time não tem elenco para sonhar com títulos. Ainda briga por uma vaga na Libertadores, o que seria um prêmio de consolação. Conseguir esse objetivo está cada vez mais complicado. Além de um elenco frágil, perdeu o treinador no momento de definição. Diego Aguirre ( Foto – esportes.R7.com ) fazia um bom trabalho e deixou a peteca cair na hora errada. Para mudar o cenário será preciso competência e experiência. Não gosto da solução André Jardine para comandar a equipe. O São Paulo passa por um longo período de abstinência, precisa de resultados para ontem e esse clima não favorece apostas. Jardine pode ser competente e até encher os olhos dentro do clube. A falta de experiência, de gerir um time sob pressão de todos os lados, significa aposta de risco. A solução é encontrar alguém de peso para o cargo para suportar cobranças e servir de escudo para o elenco. O melhor caminho era deixar Aguirre terminar o trabalho. A avaliação seria melhor aceita e suspeitas deixariam de existir encima dos jogadores. O São Paulo complicou o simples ao acelerar o processo. Vai comprometer ainda mais se teimar na aposta por André Jardine. Além de treinador, o time precisa de reforços. Um goleiro e mais um reforço em cada setor do campo. Jogadores como Sidão, Diego Souza, Nenê e Edimar, até pela idade avançada, precisam ser criteriosamente avaliados. Não foi só Diego Aguirre que frustrou a torcida e os dirigentes, as mudanças terão que ocorrer também dentro de campo.

#SãoPaulo