top of page
  • Foto do escritorFutebol em Rede

ÚLTIMA CHANCE DE UM GÊNIO


A Argentina é uma das grandes favoritas na Copa do Catar. Tem força, são cinco finais de competição e dois títulos 1978 e 1986. Em cada conquista um craque. Em 1978, o craque Ditadura atuou nos bastidores, a goleada diante do Perú que levou a Albiceleste para a final ficou para a história. Em 1986, Maradona destroçou a Copa com a mão de Deus e uma canhota endiabrada. Falta a glória para um gênio. Lionel Messi ( Foto/Crédito - @SelecionArg ), 35 anos e vai para sua quinta Copa do Mundo, a última.


Messi nasceu Pulga na Argentina e virou Extraterrestre na Europa. É o mais espanhol de todos os argentinos. Um gênio com a bola nos pés, capaz de encantar o mundo com a camisa do Barcelona. Vestindo a camisa da Argentina só uma conquista, a Copa América 2021. Vai para o final da carreira sonhando quebrar a escrita. Ser com a camisa da seleção o mesmo gênio da Europa. Ficará abaixo do Deus Maradona, sempre. Mas terá a oportunidade de ouro de homenagear Maradona diante do planeta conquistando uma Copa do Mundo.


A Argentina que sempre sonhou com Messi Extraterrestre, tem um defeito grave, a defesa. O time é forte e rodado. Tem grande chance de chegar a semifinal e disputar o título. A esperança de sempre nos últimos tempos, o gênio Messi sair do casulo europeu e virar um craque nacional. A sorte dos argentinos na Copa do Mundo estará nos confrontos eliminatórios da competição.


Polônia e México irão brigar por uma vaga. A Polônia tem Lewandowski para quebrar a escrita de só chegar duas vezes em terceiro lugar. O México sofre o Mal de Montezuma invertido, toda vez que é estrangeiro na Copa do Mundo, padece. Já a Arábia Saudita entra como candidata a coadjuvante. No máximo chegou às Oitavas em 1994 e não tem força para brigar. Terreno fértil para Messi realizar o sonho dos argentinos. Uma chance de ouro, a última, para o gênio superar o complexo de pulga e virar extraterrestre.



Comments


bottom of page